quarta-feira, 25 de junho de 2008

Air Guitar, no Fantástico

Durante uma conversa com a Márcia, uma grande amiga minha, surgiu um papo animado sobre 'air guitar' - para quem não sabe é quando as pessoas tocam uma guitarra imaginária (aposto que você já fez isso, mesmo que inconscientemente! risos).

Adivinhe? Decidi escrever uma matéria inusitada sobre este tema. Foi então que entrei em contato com o Fausto Carraro, o cara que mais entende do assunto no Brasil. Pode até parecer brincadeira, mas 'air guitar' é levado tão à sério que existem campeonatos em diversos locais, dentro e fora do país.

Mandei um e-mail para ele e desde então conversamos sobre o tema. Ele me deu várias dicas e explicou exatamente tudo sobre o assunto, foi fundamental para que eu soubesse o que de fato é o 'air guitar'. A matéria está em fase final aguardando o retorno de apenas duas fontes, mas em breve postarei minha pesquisa aqui...

Bom, na realidade só queria falar sobre esta matéria depois que ela fosse finalizada, mas não poderia deixar de falar que o Fausto foi convidado pelo Fantástico (Rede Globo) para dar uma entrevista naquele quadro 'Me leva, Brasil', com o repórter Maurício Kubrusly. Pelo jeito vai passar nesta semana ou na outra, mas vou ficar antenada para ver...

Se você não aguentar até lá para saber o que é 'air guitar', faça uma busca no youtube.com. Você pode ou não gostar, mas que é bem divertido e criativo isso é...

Descobrindo The Police...

Eu nunca havia parado antes ouvir músicas do The Police, mesmo tendo trabalhado com duas pessoas fascinadas por eles. Aliás, um desses amigos canta excelentemente bem nas noites campineiras, com direito a cover da banda. Quem quiser um dia prestigiá-lo é só ver onde a Blackout! vai tocar, realmente são muito bons e os acompanho desde a época do Taxi Driver...

Voltando ao The Police, eu também nunca havia parado para prestar mais atenção nas músicas e arranjos, coisa que passei a fazer nos últimos tempos com mais calma. Acho que estou viciada neles e na Kate Nash, que também é fantástica. Se não conhece procure saber mais sobre ela, não vai se arrepender. Patrick Stump também merece uma busca no 'google.com', mas ignore as fofocas, atente-se apenas a parte de produção e a voz, são ótimas...

domingo, 22 de junho de 2008

Olhar ao redor sempre é bom...

Sou do tipo de pessoa que fica preocupada com tudo, muitas vezes por excesso de cobrança que tenho comigo mesma. Mas há momentos em que percebemos o quão infantis são essas preocupações quando comparadas à realidade de muitas pessoas.

Escrevo isso porque soube que um amigo meu está com câncer e em fase de tratamento da doença. Ele tem a minha idade, 23 anos apenas, e assim como tanta outras pessoas passa por um momento difícil, o qual tenho certeza que vai superar...

Aproveito para deixar um texto da Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE), que tem uma campanha muito importante:

A Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE), ao lado da Secretaria Municipal da Saúde; da Associação da Medula Óssea de São Paulo (AMEO); e o Hemocentro da Santa Casa de São Paulo, concentram esforços para divulgar a importância da doação da medula óssea, oferecendo informações sobre a importância e os procedimentos sobre a doação voluntária. "Precisamos acabar com os mitos sobre a doação de medula óssea. É mais simples do que se pensa e o resultado pode ser a cura de um paciente", afirma a presidente da ABRALE, Merula Steagall.

Todos os anos 7.500 brasileiros recebem o diagnóstico de leucemia, tipo de câncer que compromete a produção do sangue. Para grande maioria a única esperança é realizar um transplante de medula óssea. Muitos pacientes não encontram o doador na família e dependem de um doador cadastrado no registro de doadores. Atualmente o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome), órgão ligado ao Instituto Nacional do Câncer, conta com mais de 687.000 doadores cadastrados, número que tem aumentado, mas, ainda não atende todas as necessidades. Em média, 1.200 pacientes aguardam um doador compatível.

Cadastro
Para fazer o cadastro é preciso ter ente 18 e 55 anos e bom estado de saúde. Em São Paulo, o doador deve comparecer ao Hemocentro da Santa Casa de Misericórdia, à rua Marquês de Itu, 579, Vila Buarque, Centro.

Informações pelo telefone: (11) 2176-7000 ramal 5962.


Informações em Campinas:
Hemocentro Regional de Campinas
Rua Carlos Chagas, Cidade Universitária Prof. Zeferino Vaz CP 16198
Campinas - SP
(19) 3289-3701 / 3521-2121

domingo, 15 de junho de 2008

Simpatias que podem mudar a sua vida...

Os meses de junho e julho são os mais engraçados do ano, pois me fazem lembrar quando estava no começo da adolescência. As datas que antecediam 13 de junho, o dia de Santo Antônio - leia-se ‘o casamenteiro’, eram as mais agitadas e cheias de simpatias para achar um namorado (isto é bem forte em cidades do interior, em Valinhos não poderia ser diferente).

Muitas destas simpatias eram engraçadíssimas e outras um pouco criminosas, porque envolviam até o seqüestro do menino que ‘Toninho’ (para os mais íntimos) carrega nos braços. Não me esqueço de uma que era bem comentada e a alegria das meninas, na qual você escrevia os nomes dos candidatos em papéis e deixava-os em uma bacia de água ao relento. Um destes papéis deveria estar em branco e no outro dia era só conferir qual estava aberto, lá estaria o nome da ‘vítima’. Bem, agora imagina se não era o papel em branco que sempre estava aberto? Fique claro que mesmo com a ajuda do Santo, Murphy sempre pode interferir!

As mais desesperadas (afinal tínhamos 13 anos) utilizavam a força e literalmente seqüestravam o menino do colo do religioso, dizendo bem claramente que só devolveriam quando conseguissem um namorado. Mas não terminava por ai: o Santo, além de ter o menino seqüestrado, ia direto à geladeira para pensar melhor se ia ou não arranjar rapidamente um namorado para a menina. Nem a SuperNanny seria tão severa ao mandá-lo para o cantinho da disciplina...

Anos depois é engraçado relembrar destas coisas, principalmente as cenas de alguém conversando com uma imagem e ameaçando-a com o seqüestro. O mais inusitado disto tudo é que ao folhear as revistas femininas atuais você encontra simpatias disfarçadas de táticas e técnicas às adultas. Não importa sua idade, as simpatias sempre estão lá para te ajudar a achar um marido ou um emprego, basta você escolher a que quer fazer...

Se elas dão certo eu não sei, nunca me atrevi a tentar realizá-las...

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Saúde para você?

É ridícula a criação de mais uma taxa de contribuição para financiar o aumento de despesas do setor da saúde, para não dizer abusiva. Além de todos os impostos a pagar diariamente (embutidos em serviços e produtos, fora outros) temos que desembolsar mais este ainda?

O sistema de saúde pública disponibilizado à população sempre foi uma vergonha, mesmo durante a captação dos ‘recursos’ provenientes da taxa anterior. É incabível a volta desta forma de arrecadação, que de nada resolveu este problema. Ao invés de pensarem sempre em novas formas de arrecadar nosso dinheiro, como a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS) , deveriam buscar alternativas plausíveis para solucionar o problema da saúde brasileira de fato.

Realmente me dá nojo em saber que não há limites para as cobranças de taxas à população brasileira. Peço para que os partidos de oposição à proposta façam algo para impedir mais esta injustiça com os contribuintes, que não agüentam mais destinar dinheiro ao Estado, sem receber nada em troca.

Dinheiro é recolhido de sobra, só falta aplicá-lo de forma correta e não destiná-lo apenas ao aumento de salário e benefícios de pessoas que dizem defender os direitos da população. Também não aguentamos mais ver nossos impostos em contas estrangeiras, que pagam e sustentam a covardia de governantes e a miséria e a falta de recursos básicos de toda uma nação.

Tinha que ser coisa do PT...