Dentro de um copo d’água...

Imagine se pudéssemos ver o futuro no fundo de um copo d'água, desses que temos na cozinha de casa. Sinceramente não sei nem de qual forma isso seria possível e se gostaria de enxergá-lo.

Mas se eu pudesse ver o futuro, bem lá no fundo do copo, gostaria de ver sorrisos, abraços e gargalhadas, que quase sempre são mais engraçadas que o motivo que as geram. Queria ver chuva, mar, calor, estrelas e palavras que fizessem algum sentido, sempre que eu as precisasse ler ou ouvir. Queria ver pessoas queridas e amadas por todos os cantos, não essas que nos chateiam diariamente e que torcem com empolgação pela infelicidade alheia. Queria ver acordes, rimas e cores, de todos os jeitos.

Entretanto, se eu pudesse ver o futuro no fundo de um copo d'água seria obrigada a encarar medos desnecessários, sofreria por antecedência justamente por não poder evitar o inevitável. Teria que ver todas as decisões que teria que tomar e escolhas feitas, me limitando a seguir um caminho fixo, repleto de atitudes já definidas e com medo de que as coisas pudessem ser diferentes de tudo o que eu já sabia.

Se eu pudesse ver o futuro, no fundo de um copo d'água, certamente não viveria e apenas presenciaria a vida passar. Melhor deixar o copo para lá...

Comentários

Marcelo Mayer disse…
no fundo de um copo de cerveja fica muito mais divertido! ;)

beijão gabi!!!
LUNA disse…
O ser humano tem a capacidade de sonhar, de fazer projectos, de querer organizar a sua vida.

Se pudesse ver no fundo de um copo, tudo isso sería destruido. Já näo poderia soñar-
E sonhar é viver.....

Um beijinho.
Bela disse…
Talvez você mudasse tudo, talvez realmente só seguiria o script, quem sabe?
Eu gosto mais do fundo da xícara de chocolate, rsrs.
Bjinhos moça ;)
Armando Maynard disse…
Dentro de um copo de água,
no fundo podemos ver,
que com certeza,
todos nós,
um dia vamos morrer.
Danilo Barra disse…
Eu me contentaria em ver o sorriso daquelas crianças que não sabem o que é isso, que convivem como adultas jogadas pelas ruas da Capital sem ter tempo e sem descobrir o valor de uma brincadeira simples de pega-pega ou esconde-esconde...

Bjs Gabi, escreva mais!
Fica na paz
Também acho que é melhor deixar o copo pra lá, mas daria sempre uma espiadinha!! rs Beijo
Laura disse…
Lindo!!! Já te falei minha amiga, gosto muito dos seus textos. Ando na correria, mas hoje quis ligar meu computador para ler seus textos :)
Eu não olharia o copo, porque algumas decepcões, tristezas, são necessárias para depois sorrirmos, como já te disse um dia para o arco-íris aparecer é necessário uma grande tempestade antes, não é mesmo? Muitas saudades!!!
gde beijo
Deise Leal disse…
olaaaaaaaaaaaaa, saudades!!
Ah, eu gosto de surpresas... nada de ver seja la o que for no fundo do copo.
Florzinha, tem um selinho pra vc la no blog, passa pra pegar.
beijos
Emerson Souza disse…
Vou dar uma olhada num copo agora mesmo...
Gabriela Angeli disse…
Oi, Marcelo!

Com certeza a cerveja deixaria tudo um pouco mais leve, mas me deixa enjoada! Rs

Beijos ;)

***

i Hola, Luna !

Realmente não seríamos capazes de viver em paz!

Um besito ;)

***

Oi, Bela!

Numa de cappuccino também ficaria interessante! Rs

Beijos ;)

***
Oi, Armando!

Como diz um amigo de trabalho, se Deus quiser um dia aqui todo mundo vai morrer! Mesmo que trágico é verdadeiro...

Beijos ;)

***

Oi, Danilo!

Certamente seria o que essas mesmas crianças desejariam ver, no fundo do copo delas...

Vou seguir seu conselho, realmente tenho que escrever mais. Ah! Obrigada pelas dicas de contato de advogados, me ajudaram bastante! Rs

Beijos ; )
***
Oi, Márcio sumido! Rs

Não há como fugir da curiosidade de ver o futuro...

Beijos ; )

***

Oi, Laurinha!!!

Ai que bom que você gosta e que ligou o micro só para fazer isso, é um elogio sem tamanho! Eu ainda não me decidi se olharia o copo ou não...

Estou com saudades, beijos ;)

***
Olá, minha amiga arquiteta! Rs

Preciso pegar meu selinhoooo, muito obrigada!!!

Beijos ;)

***

Oi, Emerson!

Conseguiu ver algo? Rs

Beijos ;)

Postagens mais visitadas deste blog

Não sou obrigada...

24 primaveras e uma vida toda pela frente...

Oportunismo disfarçado de bondade; oportunismo que se ostenta...