Mostrando postagens com marcador Céu. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Céu. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Será que falta tempo mesmo?

Um amigo disse-me há alguns dias que não para para olhar o céu porque não tem tempo para isso. Juro que fiquei espantada com a afirmação e pensei rapidamente: que pessoa neste mundo não tem um minuto sequer para olhar para cima e contemplar uma coisa tão bonita?

Assim que o questionamento estampou meu pensamento logo veio a resposta, fria e direta: antes de qualquer coisa há quanto tempo eu, euzinha, não consigo parar um minuto do meu dia para ver, sei lá, o tempo lá fora pela enorme janela bem à minha frente, das 8 às 18 horas, de segunda a sexta-feira?

Podemos até dizer que a correria e as necessidades momentâneas, principalmente a eterna urgência disfarçada de falta de planejamento (sua e dos outros), são as grandes culpadas pela falta de tempo, mas a verdade é que esta culpa é somente nossa e de mais nada.

Se parássemos um minuto de nosso dia e olhássemos a beleza do céu, ou seja lá o que for que lhe deixa feliz, o dia seria mais leve, ganharia um ritmo diferente e a reclamação poderia se tornar um comentário bom.

Poderíamos até ter uma visão bem mais realista de que, na realidade, estas correrias e trabalhos são momentâneos, mas que estes pequenos momentos de contemplação, de um minuto que seja, são eternos e ficarão gravados em nossa mente, como o dia em que o céu estava tão lindo que mereceu ser admirado e registrado na memória. Ou você prefere se lembrar do dia em que teve que engolir uma resposta atravessada por toda a sua vida?

Eu, sinceramente, ainda prefiro o céu...