Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Livros

Somente para as mulheres...

Imagem
Se você é homem já logo adianto e o aviso: não continue a ler este texto, pois escrevo hoje exclusivamente às mulheres e sobre algo que tenho certeza que já nasce conosco, que está no DNA feminino. Além do mais, é sobre um assunto que, quase sempre, é algo que não o interessa e realmente não quero que perca seu tempo. Agora, leitoras queridas (se houver mais que uma por aí), realmente se eu fosse vocês continuaria a ler este post até o fim, pois se o texto não lhe servir de nada e/ou se não for de seu agrado, prometo que, pelo menos, a dica de leitura será boa e proveitosa. 
Muito bem, chéries, agora vamos lá, vamos falar sobre aquilo que nos deixam ouriçadas e que, tenho certeza, desperta nossa atenção sempre (em umas mais e em outras menos, mas sempre desperta). Falo hoje sobre uma palavra curta, composta por duas sílabas - duas vogais com duas consoantes - e que parece sempre música boa aos nossos ouvidos: moda. Sim, senhoras e senhoritas, essa palavrinha mágica que mesmo sendo tão …

Hoje é dia de Capitu...

Fiquei empolgada com a minissérie ‘Capitu’, que será exibida hoje à noite sabe se lá que horas. Vi algumas fotos da produção e das locações e fiquei encantada com a proposta que mescla irreal, antigo e atual. Tudo bem que parece lembrar bastante (ou é igual a) ‘Hoje é dia de Maria’, porém isso me deixa ainda mais curiosa para saber como os personagens serão trabalhados desta vez.

Li Dom Casmurro quando ainda nem estava no colegial e não me arrependo de ter escolhido esta obra para me apresentar aos maravilhosos textos de Machados de Assis. Para dizer a verdade nunca gostei muito de histórias romantizadas (até hoje não sou muito fã), mas posso dizer que o sarcasmo disfarçado e a habilidade em montar um bom roteiro fizeram com que eu admirasse este autor. Da mesma forma que José Lins do Rego, Machado de Assis sempre conseguiu me seduzir com suas palavras e foi um dos responsáveis por eu gostar tanto de literatura brasileira.

Com certeza hoje durmirei bem tarde...

Quem me dera...

Sabe aquela história que te contaram uma vez, há muito tempo mesmo, e você nunca mais esqueceu? Pois bem, hoje meu post será um texto que reflete exatamente essa idéia, uma história contada pelo Rubem Braga, em 1953. De tão bem escrita parece que eu estava lá com ele, observando o mar e sentindo a mesma coisa, torcendo junto. Quem sabe um dia poderei contar uma situação cotidiana com tanta maestria...Homem no MarRubem BragaDe minha varanda vejo, entre árvores e telhados, o mar. Não há ninguém na praia, que resplende ao sol. O vento é nordeste e vai tangendo, aqui e ali, no belo azul das águas, pequenas espumas que marcham alguns segundos e morrem, como bichos alegres e humildes; perto da terra a onda é verde.Mas percebo um movimento em um ponto do mar; é um homem nadando. Ele nada a uma certa distância da praia, em braçadas pausadas e fortes; nada a favor das águas e do vento, e as pequenas espumas que nascem e somem parecem ir mais depressa do que ele. Justo: espumas são leves, não s…

Se puder ler hoje...

Meu gosto pela leitura começou quando eu tinha uns três anos lendo "Maneco Caneco, chapéu de funil", mas perdi este livro que ganhei da minha Tia Renata poucos anos depois. Foi então que comecei a procurar e a ler outros, para achar meu novo livro/texto predileto. Essa tarefa é muito difícil, mas depois de tantos anos já tenho alguns favoritos...Se você me perguntasse hoje: "hey Gabi, qual texto/livro/autor você mais gosta?", eu com certeza diria que adoro crônicas e sugiriria quatro textos excelentes:

- Homem no Mar, do Rubem Braga;
- Ser brotinho, do Paulo Mendes Campos;
- O nascimento da crônica, de Machado de Assis.

Opa, faltou um! Mas esse é um livro-reportagem e não crônica. Mistura história de uma pessoa, do Brasil e muito jornalismo investigativo. A idéia de tornar uma história individual em história pública é algo que me encanta, e posso dizer que Fernando Molica, um dos meus escritores e jornalistas prediletos, faz isso com maestria. Para quem gosta de histór…