Deixe-se surpreender...

Uma mulher caminha pela rua e está com uma roupa muito extravagante para os padrões normais. Ela passa entre homens e mulheres e desperta olhares desconfiados, cheios de julgamentos e rótulos, mas apenas segue o seu caminho. Muitos podem achar que ela tem uma profissão antiga, outros apostam que ela não sabe como está ridícula ou ainda dizem que ela só arrumou um jeito de chamar a atenção. Aposto que nenhum diria que ela tem liberdade para usar o que quiser ou que é uma excelente pessoa; o legal mesmo é não deixar de fazer um comentário maldoso.

Vou ainda descrever uma outra situação. Um colaborador dá uma lida em um texto de um acadêmico ou de um profissional que está acima dele no organograma e, com boa vontade, decide expor sugestões benéficas ao autor. Entretanto, ao mostrar ao seu superior um novo ponto de vista, logo é esnobado ou recebe questionamentos indevidos, como se não tivesse capacidade intelectual de melhorar aquilo só por causa da sua pouca idade ou por sua colocação profissional.

Estas situações podem ser bastante diferentes, mas têm muito em comum. Ambas poderiam ser evitadas caso houvesse um sentimento que é a base para construir qualquer relação humana: o respeito. Tudo bem que esta palavra pode não fazer tanto sentido ultimamente, mas por mais que tentem colocá-la em desuso ela ainda é forte e indispensável, mesmo escondida atrás de atos e situações.

Seu uso é prejudicado principalmente pela ânsia que muitos têm em se sentir superiores, julgando ou agindo estupidamente, só para respeitar a fúria de um ego insensato. Se soubessem mais como usá-la aposto que não teríamos tantos problemas de aceitação e relacionamento. Acredito até que viveríamos mais leves, pois as coisas funcionam naturalmente quando respeitamos o que o outro é, o que ele tem a dizer, o que deseja, o que sente, o que sabe e, principalmente, o que não sabe e pode aprender.

Acho que todo este comentário poderia ser resumido em um vídeo que vi no Youtube esta semana. A situação que ele nos mostra, com todos os julgamentos e “achismos” desnecessários, é muito real e vivenciados por todos nós, seja quando somos desrespeitados ou fazemos isso com alguém. Se parássemos de julgar e deixássemos as pessoas mostrarem o melhor de si antes de mais nada evitaríamos situações embaraçosas, poderíamos nos surpreender desde o início.

Infelizmente não dá para incorporá-lo aqui, mas para quem quiser assisti-lo o link é: http://www.youtube.com/watch?v=Z-D75CWbSgY

Comentários

Luna disse…
Querida Gabriela,
Creio que todas as relações humanas devem basear-se, para ser completas, em duas coisas: respeito e tolerância.
Tudo o que não queremos para nós, devemos evitar aos outros.

Ninguém deve ser julgado pela sua aparência, suas roupas, em virtude de raça, cor, credo ...
O que é importante para o ser humano é bondade, a generosidade, o profissionalismo, o seu talento.
E isso näo se vê por fora, está dentro...
Gostei muito, Grabriela, é muito importante....
Um beijo grande.
Laura disse…
Olá minha amiga
Se acd um de nós pensassemos: "Façamos para o outro o que gostaríamos que fizessem para nós" o mundo seria bem melhor.
Como é triste ver o mundo como ele está hoje. As pessoas se sentem incomodadas ao ver seu próximo feliz, e muitas vezes fazem comentários maldosos para plantar a tristeza naquele.
Mas nem por isso devemos nos tornar pessoas iguais. Obrigada por suas palavras na sexta-feira, você fez muito bem para essa sua amiga.

bjão da Crespa (rs)
Luna disse…
Querida Gabriela, no meu blog, têm um premio prá o seu blog, está condicionado a um pequeno trabalho, que prá você vai ser muito fácil.
Um beijo grande, querida amiga.
Anuska disse…
Infelizmente as pessoas regulam-se pelas aparências, não pelo que as pessoas realmente valem. O importante é ser bonito, estar bem vestido, não ter uns quilinhos a mais... e depois do primeiro impacto???? Seremos tão superficiais ao ponto de não procurar nada mais? Beijo, e adorei o post
Deise Leal disse…
pois é, ja passei por uma situação assim, quando um arquiteto mais famoso nunca achava meus projetos bons o suficiente, so passou a me dar valor, ouvir e apreciar minhas ideias no dia em que precisou de uma mão e a primeira pessoa a estendê-la fui eu.
Querida além de me deliciar com seus textos, vim aqui leh pedir pra dar uma olhadinha em meu novo projeto. Ja que vc fez um comentario a respeito da casa ecologica, gostaria que visse o projeto social que estou envolvia. passa pra dar uma olhada e se possivel divulgar essa causa, se tiver ideias por favor partilhe também, é sempre bom ouvir opniões diferentes. bjo enorme e boa semana.
www.deiseleal.blogspot.com
Luna disse…
Feliz dia de férias!!!
Hoje é o dia do dscobrimento do Brasil.
21 abril de 1.500
Pedro Álvarez Cabral-
Passam os anos, mas o que se aprende de pequena, fica....
Um beijinho.
Olá Gabi, goestei de seu post...Espectacular....
Beijo
Marcelo Mayer disse…
a amizade é uma burocracia
Bela disse…
Maravilhoso post, parabéns.
Concordo contigo, deveríamos sempre ver além.
Bjos.
Gabriela Angeli disse…
Hola, Luna!

Concordo com você, se soubéssemos usar melhor as duas coisas tudo seria bem mais fácil. Além disso, falta humildade e vontade de parar de olhar para o próprio eu.

Outro beijo enorme ; )

PS 1: obrigadíssima por se lembrar mais uma vez de mim! Fiquei só com uma dúvida, mas quero tirar com você o que eu preciso fazer (mandarei um e-mail)!

PS2: dei risada com seu comentário do descobrimento! Acredita que tem gente daqui do Brasil que não sabe nem quem foi esse moçoilo? Risos... ai, Luna, você é uma figura!

***********************

Laurinha, crespinha! Você por aqui? Risos

As maior parte se sente MUITO incomodada em ver que o próximo está se dando bem, que ele também pode ser feliz. E parece que isso fica cada vez mais forte, infelizmente.

Você sabe que pode contar comigo quando e quantas vezes quiser. Aliás, foi nossas trocas de e-mail que me inspiraram a escrever este texto.

Um super beijo, amiga!

***********************
Oi, Anuska!

O importante, na maior parte das vezes, é não ter nada na cabeça, só um pouco de arrogância. Ainda bem que não gostamos disso...

Oba! Que bom que gostou do post, é sempre muito bom ouvir isso!

Um super beijo!

***********************

Deise, olá!

É sempre assim, né? O bom é que aprendemos a lidar com situações do tipo e crescemos muito, muito mesmo...

Ah! E vou passar no seu blog sim, quero ver as novidades. Vou olhar o material com carinho e lhe dou retorno! Boa semana pra você tbm!

Um super beijo!

**************

Oi, Fernando!

Que bom que gostou! Muito obrigada! Espero transmitir pelas palavras tantas coisas boas, assim como você transmite por meio de suas fotos!

Um super beijo!

**************

Oi, Marcelo!

Uma burocracia que vale a pena! RS

Saudades dos tempos de Alves Aranha...

Um super beijo!

**************

Oi, Bela!

Obrigada pelo comentário, querida! Aliás, eu já disse e direi de novo, amei aquele seu post “Hoje acordei criança”!

Um super beijo!
Armando Maynard disse…
Para que se possa viver em harmonia, é preciso que as pessoas sejam compreensivas umas com as outras, atenciosas, educadas e tolerantes, respeitando as diferenças, para que isto não interfira nos relacionamentos, principalmente no ambiente de trabalho, onde se passa a maior parte do tempo. Não existe um ser humano igual ao outro. Cada um carrega um conjunto de vivências diferentes e ensinamentos, compostos por um aprendizado acumulado de conhecimentos e experiências, fazendo com que sempre se tenha algo de novo a aprender. Por isso, nunca devemos pré-julgar e sim, procurar conhecê-lo mais de perto, conversando, ouvindo suas idéias e opiniões, conhecendo suas crenças e ideologias. Quantas pessoas deixaram de se conhecer, por motivos de terem formado antecipadamente um conceito, achando que a mesma não era confiável, por ter opção sexual diferente, ou vestir-se com roupas extravagantes, que não eram adequadas para aquele momento. Quem sabe, se não estaria copiando as escolhas de seus pais, pois temos que reconhecer, que nem todos tiveram a oportunidade de receber orientação nesse sentido. Isto não quer dizer, que os amigos mais íntimos, não possam aconselhar, fazendo com que a pessoa inteligentemente, aceite as críticas construtivas e sinceras, pois “amigos é pra essas coisas”. É no saber conviver, que está nossa maior virtude. O primeiro passo para sermos considerados humanos, é respeitar o próximo, até para que sejamos também respeitados, sem preconceitos e de cabeça aberta e livre, aceitando o outro como ele é, com suas limitações e deficiências. E se tiver condições e oportunidade de ajudá-lo, que o faça, para que o mesmo cresça profissionalmente, passando a ser uma pessoa feliz e que este também pratique o mesmo com os que o rodeia, formando uma corrente do bem, pois todos precisam um do outro. É que nesta vida, ninguém vive sozinho. Um abraço, Armando. [recomentarios.blogspot.com]
Bela disse…
Gabriela,
Mais uma vez agradeço e sinto-me mto honrada.
Super bjo pra ti e um ótimo find.
Tássia Cristina disse…
Esse vídeo prova, mais uma vez, que tolo é aquele que julga pela aparência.

Nunca faça com os outros o que não gostaria que fizessem com vc...

Sempre bom vir aqui ler os seus textos! =D
gde Beijo
Não serei redundante (afinal, a Luna já disse tudo o que gostaria de expressar, e bem melhor; os outros tb) Só acrescento que para atingir o respeito, a tolerância, a solidariedade, o reconhecimento humanizado, teria que acontecer mudanças de comportamento e de atitude. Já estamos notando uma certa melhora (pontual e isolada), porém, ainda muito longe do ideal. Mudar o modo de pensar e de agir, para a maioria, parece ser tão difícil...
***
Ei, moça! O Zin' reinaugurou! Ficou sabendo?
Inté.
Beijo
CASANDRA disse…
Hola Gabriela. te he leído y creo haber entendido tu valioso mensaje. Es cierto: lo que más cuenta es el respeto, porque el amor, nace o no, de una forma natural, el respeto se puede inculcar, educar en el respeto nos asegura poder vivir mejor en armonía con el universos, porque es respeto se aplica a los seres humanos y a la naturaleza, a todo!!! un beso (habrá posibilidad de disponer de un traductor en tu blog, para que pueda comprender mejor lo que dices??) .
Gabriela Angeli disse…
Oi, Armando!!

O ambiente de trabalho geralmente é complicado porque as pessoas o fazem assim. Já trabalhei em locais onde o respeito era a palavra de ordem entre a equipe e já deu para imaginar o resultado benéfico, certo? Passamos por tantas coisas que mesmo após cada um ter arranjado outros empregos continuamos amigos, nos ajudando sempre. O contrário ocorre porque as pessoas têm preguiça e medo de ensinar e de aprender. Por isso, preferem julgar o próximo e fazer piada pelas costas, preferem tornar o ambiente insuportável...

Diariamente vemos isso que você disse, perdemos a oportunidade de conhecer mais gente porque é de outra religião, sexo ou porque não gosta da mesma coisa que você. Ninguém consegue viver sozinho mesmo, de jeito algum (ainda bem porque senão tudo seria uma chatice sem tamanho)!

Obrigada pelas belas palavras, Armando!

Beijos!

****************

Oi, Bela!

Eu só disse a verdade! RS

Beijos!

****************

Olá, Tássia, como vão as férias?!rs

Julga pela aparência, pelo que você tem e pelo que deixa de ter, infelizmente. Obrigada pelo elogio!

Beijos!

****************

Oi, Márcio!

Qualquer início de mudança de atitude é muito válido, mesmo quando parece ser bem difícil. Vale a pena tentar, não é mesmo?

Beijos!

Obs: reinaugurou semana passada e eu já fui lá duas vezes. No sábado estava um inferno de tanta gente, mas vale muito a pena. O Zin’Bar é quase minha casa já! Você foi lá?

****************

Hola, Casandra!

Creo también que he entendido lo que escrebí porque he dicho todo en pocas palabras! Su visita siempre es muy buena!

Voy a pesquisar como puedo colocar um traductor en mi blog. Intentaré colocar o cuanto antes!

Besos y gracías por la dica!


Obrigado a todos pela visita e pelos comentários!
Tássia Cristina disse…
Ahaaaaaaaaaaaa. Pelo visto já viu meu e-mail!=D Hahahaha. Vc tem noção que estou [estava] há 5 anos sem férias? Estou numa animação sem tamanho. =D
Gabriela Angeli disse…
Eu imagino sim, nunca tirei férias! rssssss


Beijos e aproveite ; )
PARABENS PELA POSTAGEM ADOREI QUANDO DER VISITE MEU CANTINHO WWW.PALAVRASARTEBLABLABLA.BLOGSPOT.COM
Gabriela Angeli disse…
Obrigada pelo comentário, meninas!

Com certeza visitarei o cantinho de vocês, um beijo! = )

Postagens mais visitadas deste blog

Não sou obrigada...

24 primaveras e uma vida toda pela frente...

Oportunismo disfarçado de bondade; oportunismo que se ostenta...