Olhos de menino...

Ele não sabia como seria seu dia. Apenas entrou no carro sem perguntar nada, pois não queria mais ver o desespero daquela menina pela qual poderia dar sua vida. Durante horas se deixou levar para um local que imaginava ser obscuro, mas não tinha medo. Estava lá para ajudá-la a se localizar e a ficar mais calma; gostava do papel que tinha na vida da menina.
Há mais de 20 anos ele não passava por aquelas ruas tão distantes. Percorreu quilômetros até chegar lá e, pela janela do carro, só conseguia ver carros e mais carros, além de ouvir aquelas buzinas infernais e que tornavam o percurso um pouco irritante. Chegando ao local desejado, a menina correu para seu compromisso indesejado e ele resolveu desvendar sua curiosidade, queria clarear o que julgava obscuro.
Horas se passaram e os olhos de menino tomaram a alma deste homem; só acompanhavam as avenidas movimentadas. O azul daqueles olhos, acostumados ao verde das árvores e ao vermelho do barro, se renderam ao cinza das ruas. Sequer conseguiam alcançar a altura das grandes constuções humanas, tão brancas e cheias de vidros. Era o progesso que fazia sombra em seus cabelos grisalhos.
Impressionado com a beleza gelada daquele lugar, andou por horas enquanto esperava a menina voltar. O que julgava ser conhecido era totalmente novo ao seu pensamento. Até pensou em deixar o verde e vermelho durante um tempo para viver no branco gelado e perto do cinza. Conseguiria se habituar às novas cores.
Depois de um longo tempo a menina voltou e encontrou puro encantamento nos olhos de menino; ficou feliz. Tudo o que ela conseguia ver naquele momento era o azul se rendendo às cores frias da metrópole e também era responsável por aquilo. A falsa obscuridade daquele lugar havia se tranformado em brilho naqueles belos olhos azuis, uma luminosidade que havia visto poucas vezes.
Apesar de gostar do verde e vermelho, o menino de cabelos grisalhos mal esperava para poder ver novamente o cinza e o branco daquela cidade em movimento. Conseguiu ver vida nas cores frias. Aqueles olhos de menino iluminaram o dia, as ruas e a vida da menina.

Comentários

Marcelo Mayer disse…
isto poderia se tornar uma tragédia grega
Danilo Barra disse…
Aeeeewwww garotinha, finalmente voltou a engrandecer nossa web com seus textos hein...

Obrigado pela leitura! Parabéns pelo texto "colorido"...

Bjs, fica na paz
Gustavo disse…
Fala Gabi, beleza ?
Parabéns pelo blog, está muito legal. Todos os textos estão ótimos.
Parabéns novamente e muito sucesso !
Abraços.
.:Eglezita:. disse…
Demorei mas voltei!
Adorei o texto!
Sempre bom apssar por aqui!!!
Abraços
Olá amiga, belo texto...Espectacular....
Beijos
Deise Leal disse…
Oi gabi! viu só? vc mesma escreveu... a felicidade está em todos os lugares, em todas as cores, o que muda é o nosso olhar, nossa forma de ver a vida e de nos sentirmos sempre mais e mais felizes. vc ta no caminho certo sim. Lembre-se: querer, poder e conseguir. Beijos
boa semana
Bela disse…
Gosto muito dos sentidos.
Ótimo texto.
Bjinhos ;)

1. Que linda sua paixão, parabéns.
2. Tem um selinho pra ti no blog, confesso que fico meio sem jeito por causa do meme que o acompanha, mas gostaria muito de homenageá-la.
LUNA disse…
Cuando unos ojos están llenos de amor, de ingenuidad, de colores, iluminan como un faro, todo lo que miran.
Bella historia, llena de frescura, de ilusiones y de buenos augurios.
Me ha encantado.
Un besito
LUH SANTOS disse…
Gabi, tbm voltei aquei, mas preciso escrever algo lá no meu!
Adorei o que li, muito lindo mesmo!
Bjus
Gabriela Angeli disse…
Oi, Marcelo!

Será? Falta muito chão!rssss

Beijos, amigo!

***
Oi, Danilo!

Quem me dera poder engrandecer esta coisa que é a internet?

Obrigada pelo elogio!

Beijos!

***

Olá, “quem dançou com ela?”!

Eu simplesmente amei esse nome e agradeço o elogio!

Beijos!

***

Oi, Gustavo, como vai você?

Obrigada, amigo. Sucesso para todos nós!

Beijos!

***

Oi, Eglezita!

Você estava sumida mesmo, mas eu também estou! Risos

Que bom que gostou, volte sempre que quiser!

Beijos!

***

Oi, Fernando!

Obrigada!

Beijos!

***

Oi, Deise!

Você sempre uma fofa!

Beijos!

***

Oi, Bela!!

Muitoooo obrigada pelo selinho, já coloquei aqui! Você também é uma fofa!

Beijo enorme! Rs

***

Oi, Luna!

Acho tão lindo quando você escreve em espanhol! Obrigadíssima!! = )

Beijos!

***

Oi, Luh!

Muito obrigada e vê se escreve!!!rs

Beijos!
Você expôs muito bem as cores da vida e o quanto um olhar, um gesto, pode transformar o cinza em alegria. Parabéns, Gabi. gostei muito. Beijo
Gabriela Angeli disse…
Oi, Márcio!

Muito obrigada! =)

Beijos!

Postagens mais visitadas deste blog

Não sou obrigada...

24 primaveras e uma vida toda pela frente...

Oportunismo disfarçado de bondade; oportunismo que se ostenta...